IMPOSTÔMETRO:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER --

ANÚNCIO:

ANÚNCIO:

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

15 mitos médicos que estão custando a desaparecer

Apesar do que você possa ter ouvido por aí, beber oito copos de água por dia não é a chave para uma boa saúde. Além disso, deixar de usar um casaco em um dia frio não vai deixá-lo doente. E – é melhor sentar-se para ouvir essa – a gravidez não dura nove meses.


Vacinas podem causar gripe e autismo
Embora o corpo possa desenvolver uma febre baixa em resposta a qualquer vacina, os rumores de que a vacina contra a gripe podem causar gripe são “uma mentira deslavada”, segundo Rachel Vreeman, da Escola de Medicina da Universidade de Indiana, nos EUA, e coautora do livro “Não engula o chiclete! Mitos, Meias Verdades e Mentiras Descaradas Sobre o Corpo e a Saúde”. A vacina contra a gripe contém vírus da gripe mortos, mas eles não podem ser ressuscitados para causar a gripe.
Já o mito de que as vacinas causam autismo foi iniciado em 1998 com um artigo da revista The Lancet, no qual os pais de oito crianças com autismo disseram acreditar que seus filhos adquiriram a condição depois de terem recebido a vacina contra sarampo, caxumba e rubéola. Desde então, muitos estudos mais sérios já confirmaram que isso não é verdade. Por exemplo, um estudo de 2002 do The New England Journal of Medicine com 530.000 crianças não encontrou nenhuma ligação entre vacinas e o risco de autismo. Infelizmente, a resistência deste boato continua a comer tempo e dinheiro de financiamento que poderiam ser usados para fazer avanços no autismo, ao invés de provar mais uma vez que as vacinas não causam a doença.


Suplementos sempre são saudáveis
Suplementos vitamínicos podem ser não apenas ineficientes, como também perigosos. Por exemplo, um estudo publicado em 2016 mostrou que algumas mulheres mais velhas que tomaram suplementos de cálcio enfrentaram um risco aumentado de demência. E em uma enorme revisão de 20 anos de estudos publicada em 2015, pesquisadores descobriram que tomar altas doses de vitaminas pode estar ligado a um risco aumentado de câncer.
Além destes possíveis riscos a longo prazo, alguns relatórios sugerem que os suplementos podem causar danos a curto prazo, também. Um publicado em 2016 mostrou que um menino de 4 anos de idade na Inglaterra foi parar na emergência depois de tomar uma série de suplementos “naturais” e desenvolver uma condição chamada de toxicidade da vitamina D.
Como os suplementos não são regulamentados da mesma forma que outras drogas, a segurança de muitos produtos não foi rigorosamente estudada. Além disso, frascos de suplementos podem ostentar alegações infundadas e até mesmo cometer erros nas recomendações de dosagem.
Vreeman afirma que é melhor obter suas vitaminas e nutrientes de comida de verdade, em vez de tomar uma pílula. “A pílula de vitamina não é a resposta”, disse Vreeman. “Comer mais saudável, em geral, é a resposta”.


O inverno te deixa doente
Este mito é comum em todo o mundo, mas a verdade é que temperatura em si não nos torna mais suscetíveis ao vírus da gripe. Sabemos disso desde pelo menos 1968, quando um estudo no The New England Journal of Medicine mostrou o que aconteceu quando os pesquisadores expuseram pessoas ao rinovírus (uma das causas do resfriado comum). Descobriu-se que as que estavam em uma sala gelada não eram mais propensas a ficar doentes depois de cheirar o vírus do que as que estavam em temperaturas mais confortáveis.
O ar frio também não faz diferença no tempo de recuperação das pessoas de um resfriado. Na verdade, embora a pesquisa esteja em seus estágios iniciais, é possível que a exposição ao frio possa até ajudar o corpo de alguma forma, conforme explica Vreeman.
No entanto, não está claro como as condições frias podem afetar os próprios germes. A pesquisa mostrou que duas causas comuns de resfriados – rinovírus e coronavírus – podem prosperar a temperaturas mais baixas, e que a gripe pode espalhar-se de forma mais eficaz sob condições frias e secas. Alguns cientistas especulam que os resfriados sejam mais comuns nos meses mais frios porque as pessoas ficam mais tempo em ambientes fechados, interagindo de forma mais estreita e dando aos germes mais oportunidades de se espalhar.


Nós usamos apenas 10% da capacidade de nossos cérebros
Palestrantes motivacionais e outros gurus de autoajuda têm promovido este mito desde 1907 como uma maneira de incentivar as pessoas a “acordar” sua capacidade latente. Mas essa afirmação não se apoia em dados científicos sólidos.
Hoje, os cientistas podem olhar para o cérebro de qualquer um usando scanners poderosos, medir sua atividade em qualquer momento, e rir muito deste mito. “Você não vê grandes áreas dormentes”, disse Vreeman. “A ideia persiste na cultura popular porque queremos pensar que ainda não atingimos o nosso potencial”.


Chiclete fica em seu estômago por 7 anos
Embora seja verdade que muitos dos ingredientes dos chicletes – como elastômeros, resinas e ceras – não são digeríveis, isso não significa que eles ficam em seu estômago por sete anos se você acidentalmente engoli-los.
Muito do que você come – até mesmo coisas saudáveis como fibras – é indigesto. O nosso organismo é inteligente, no entanto. Qualquer coisa que o sistema digestivo não possa absorver é descartado. Apesar da rigidez e da consistência do chiclete, ele passa através de seu aparelho digestivo e vai parar no vaso sanitário.


Ler no escuro ou sentar muito perto da TV destrói sua visão
Ler em luz fraca ou assistir TV de muito perto sem dúvida podem fazer seus olhos se esforçarem tanto que sua vista dói. Mas não há nenhuma evidência de que essas práticas causam danos a longo prazo.
O mito da TV pode ter começado na década de 1960. Naquele tempo, pode ter sido verdade. Alguns aparelhos a cores primitivos emitiam grandes quantidades de radiação que podiam causar danos aos olhos, mas este problema já foi remediado, e monitores de TV e computadores atuais são relativamente seguros.
Se você ou alguém que você conhece tende a se sentar muito perto do computador ou TV, pode ser uma boa ideia visitar um oftalmologista e checar para a miopia. No entanto, sentar muito perto não cria uma necessidade de óculos, mesmo que começar a usá-los possa corrigir o hábito.


Você deve beber pelo menos 8 copos de água por dia
“Em geral, não estamos todos andando em um estado de desidratação”, explica Vreeman, acrescentando que os nossos corpos são muito bons em regular os nossos níveis de fluido.
O mito dos oito copos por dia provavelmente começou em 1945, quando o Conselho Nacional de Pesquisa Alimentar e Nutricional dos EUA disse que adultos deveriam ingerir cerca de 2,5 litros de água por dia (equivalente a cerca de oito copos). Mais tarde, os cientistas explicitaram que a maioria desses 2,5 litros vem de alimentos.
De acordo com Vreeman, a recomendação deve ser alterada para o seguinte: comer ou beber cerca de oito copos de líquido por dia.


Você deve esperar uma hora depois de comer para nadar
Este mito tem arruinado muitas tardes de verão, forçando amantes da piscina a ficarem no calor esperando 60 minutos antes de pular na água após almoçar. Pois bem: não há nenhuma razão especial para não nadar depois de comer.
É verdade que qualquer tipo de exercício vigoroso pode ser desconfortável (embora não perigoso) depois de um banquete. Mas, para a maioria de nós, cuja experiência beira-mar inclui batatas fritas com areia e sanduíches encharcados, isso dificilmente é uma preocupação.
Câimbras podem acontecer a qualquer momento, tendo você comido ou não.


Pelo raspado cresce de volta mais rápido, mais grosso e mais escuro
Esse é um mito que você pode desmascarar sozinho, prestando atenção a seu próprio pelo após raspá-lo. Você pode notar que o pelo novo cresce com uma borda arredondada em cima. Com o tempo, essa borda fica desgastada, fazendo-o parecer mais grosso do que realmente é.
Os pelos recentemente raspados também podem parecer mais escuros do que os seus homólogos porque ainda não foram branqueados pelo sol.
Se você não confia em suas próprias habilidades experimentais, há outras evidências de que este mito não é verdade. Um estudo realizado em 1928 descobriu que o pelo novo que substituiu pelo raspado não era mais escura ou mais grosso, nem crescia mais rápido.


Úlceras são causadas por alimentos picantes e estresse
Se você acha que suas úlceras estão piores por conta da comida apimentada do jantar da noite anterior, uma coisa pode não ter nada a ver com a outra. Antes, médicos acreditavam que as úlceras eram causadas por estresse, estilo de vida ou alimentos picantes, mas eles agora sabem que a maioria das úlceras são causadas pela bactéria Helicobacter pylori.
Elas também podem ser causadas por certos medicamentos. Aspirina e comprimidos de ferro são os culpados mais comuns.


Mulheres não podem engravidar durante a menstruação
Embora seja improvável que uma mulher engravide durante a menstruação, isso não é impossível. Espermatozoides podem viver dentro do corpo de uma mulher por até uma semana, e a ovulação pode ocorrer logo após (ou mesmo durante) a fase de “sangramento” do ciclo menstrual.
Isso torna possível para uma mulher engravidar se ela fizer sexo quer durante o seu período menstrual ou logo após o seu término.


Sair no frio com o cabelo molhado vai deixá-lo doente
Não tem tempo para secar o cabelo antes de sair de casa em um dia frio? Não se preocupe com isso! Embora muitas pessoas digam que cabeça molhada no ar frio é igual a um resfriado, não é assim que funciona. Você pode ter mais frio, mas não vai necessariamente ficar doente.
No entanto, um estudo publicado em 2015 sugeriu que rinovírus (o vírus por trás do resfriado comum) pode tirar proveito do tempo frio. Os pesquisadores descobriram que as temperaturas frias podem tornar mais fácil para estes vírus se replicarem, diminuindo as respostas imunes do corpo.


Comer à noite engorda

Não se sinta culpado a próxima vez que você atacar a geladeira para um lanche da meia-noite.
Embora comer tarde da noite tenha sido associado com obesidade, este comportamento alimentar não causa em si obesidade.


Os bebês têm febre quando estão na fase de dentição
Este é um daqueles rumores que todo pai já ouviu: bebês podem ter febres quando seus dentes estão crescendo. Mas este mito é falso e potencialmente perigoso. De acordo com Vreeman, os pais não devem atribuir automaticamente a febre de um bebê à dentição.
Pesquisas não têm mostrado uma forte relação entre dentição e temperaturas corporais altas, por isso, se o seu filho tem uma febre, pode ser hora de visitar o médico.


Gravidez dura nove meses
Todo mundo acha que sabe que a gravidez dura nove meses. Esse não é um fato, porém.
“Na verdade, está mais para nove meses e meio”, disse a Dra. Joanne Stone, obstetra da Mount Sinai School of Medicine, em Nova York, EUA.
Médicos normalmente medem a gravidez como um período de 40 semanas, a contar do primeiro dia da última menstruação de uma mulher. Mas as mulheres geralmente ficam férteis de 10 a 16 dias após o início do período menstrual. Então, por este método de contagem, as é como se as duas primeiras semanas de gravidez acontecessem antes de uma mulher conceber.
Para confundir a questão ainda mais, a quantidade de tempo que uma gravidez saudável dura pode variar em até cinco semanas. [LiveScience]