IMPOSTÔMETRO:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER --

ANÚNCIO:

ANÚNCIO:

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Quem sou eu

Quem sou eu

O ser humano é único. No mundo vivem muitas pessoas, mas nenhuma é igual à outra. Cada pessoa tem seu jeito de ser, seu gosto, seu modo de fazer as coisas.
Seu nome, suas características, seu jeito de ser e seu modo de fazer as coisas tornam você uma pessoa diferente das outras. Assim, você, como todas as outras pessoas, tem suas características e deve ser respeitado. Do mesmo modo, deve respeitar as características dos outros.

Nomes e sobrenomes

Damos nomes a tudo o que existe no mundo: animais, plantas, objetos, ruas, cidades, países. Com as pessoas não é diferente: todos nós recebemos um nome ao nascer.
Os nomes são escolhidos pelos pais, avós ou padrinhos. Para a escolha de seu nome, seus pais podem simplesmente ter gostado do seu nome ou quiseram homenagear um parente, alguém famoso ou próximo da família.
Dependendo da época e do lugar, certos nomes são mais escolhidos que outros.
A origem dos nomes está relacionada a diferentes povos, e vários deles surgiram em épocas muito distantes, como na Antiguidade, por exemplo.
Os nomes das pessoas costumam ter significado. Veja: Jaci (de origem Tupi), significa "mel da Lua" ou "Lua de mel". Carlos (origem germânica) significa "homem de muita força". Soraia (de origem Persa) significa "sete luzes".

A história de cada um

Em geral, nossa história começa no nascimento, mas às vezes, a história de uma pessoa começa a ser contada antes mesmo do seu nascimento. Muitos pais registram, por exemplo, em fotos, os diferentes momentos da gravidez, mostrando o crescimento da barriga da mamãe. Outros gravam em fitas de vídeo ou CD as imagens com os exames feitos para acompanhar o desenvolvimento do bebê.

A ultra-sonografia é um exame que utiliza vibrações sonoras para captar as imagens do bebê. Essas imagens permitem ao médico acompanhar seu desenvolvimento dentro da barriga da mãe. Na foto, o bebê está com 4 meses, visto por meio deste exame. (Professor, se julgar conveniente, explique aos alunos que, a partir da nona semana de gestação até o nascimento, o bebê é chamado de feto.)

Documentos que contam a sua história

Existem diversos documentos que ajudam a conhecer a história de cada um, como a ficha médica de registro do recém-nascido, a carteira de vacinação e a certidão de nascimento. A certidão de nascimento, por exemplo, contém uma série de informações. Observe:
A Certidão de Nascimento, além de ser um documento de identificação, é a primeira garantia de cidadania e direitos a todos os brasileiros.
Assim como os documentos escritos, as fotografias e os vídeos também são importantes fontes históricas. Elas mostram acontecimentos e momentos da sua vida, de sua história, bem como os de sua família. Além disso, é possível observar o modo como se vestiam, se comportavam e viviam.

Cada família tem sua história

Muitas pessoas fazem parte da nossa família: avós, tios, primos etc. Para saber como nossa família se formou, podemos organizar uma árvore genealógica, um esquema em que aparecem nossos antepassados, ou seja, o nome de nossos avós, pais, irmãos e outros parentes. Além disso, podemos ver melhor a relação de parentesco entre as pessoas da família.

Hábitos e costumes     

Os hábitos e os costumes  variam de uma família para outra. Às vezes essas variações se devem à origem das pessoas: ao lugar onde nasceram, à região do país de onde vieram,  o contato com outras famílias e outros costumes.
A alimentação, o modo de falar, a religião e o jeito de se vestir variam entre as famílias de origens diferentes.

Você e sua casa

A história de uma casa faz parte da história da família que nela mora. O ser humano sempre procurou um lugar para morar, onde pudesse se abrigar e viver em grupo. As cavernas foram as primeiras casas dos seres humanos.

           
Hoje em dia, existem vários tipos de moradia. Observe:

Edifícios na Cidade de São Paulo

Favela da Rocinha, no Rio de Janeiro

Prédios antigos em Recife

Casa de sapé, no estado do Mato Grosso


Palafita localizada às margens do Rio Amazonas
Como podemos perceber, há diversos tipos de moradia. Elas podem ser feitas de tijolo, cimento e telhas. Também podem ser feitas de madeira, de barro, palha ou pedras, quando as condições de vida são mais difíceis ou porque são mais adequadas aos lugares.
As casas não apenas nos protegem do frio, da chuva e do sol. Elas também são lugares de convivência familiar e entre amigos. Revela as condições de vida das pessoas, o ambiente em que moram, as coisas que valorizam. É por isso que dizemos que as casas têm história.

A convivência na escola

A escola é um lugar bem interessante. Tem hora de brincar e  tem hora de estudar. Na escola, em todos os momentos convivemos com muitas pessoas. E, para a escola funcionar, é preciso organização e respeito. É para isso que existem normas que orientam a convivência entre alunos, professores e funcionários.
Existem escolas públicas e escolas particulares. As escolas públicas são mantidas pelo governo do país, dos Estados ou dos municípios. São públicas porque são mantidas pelos impostos pagos pela população. As escolas particulares pertencem a uma pessoa ou a um grupo de pessoas e os alunos pagam mensalidades para a sua manutenção.