IMPOSTÔMETRO:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER --

ANÚNCIO:

ANÚNCIO:

sábado, 3 de janeiro de 2015

Comportamento: É HOMEM OU MULHER? VEJA: Com ajuda de hormônios, Tereza Brant desenvolveu barba e aspecto de homem...

'Nada de mudança de sexo', diz a moça que vive como homem. Apesar de ainda se considerar mulher, Tereza desenvolveu barba, engrossou a voz e decidiu tirar a 'pele' que sobrou dos seus seios.

(Foto: Reprodução/Facebook)
Com ajuda de hormônios, Tereza Brant desenvolveu barba e vai tirar seios
(Foto: Reprodução/Facebook)
(Foto: Reprodução/Facebook)
'Nada de mudança de sexo', diz a moça que vive como homem. Apesar de ainda se considerar mulher, Tereza desenvolveu barba, engrossou a voz e decidiu tirar a 'pele' que sobrou dos seus seios.
(Foto: Reprodução/Facebook)
Tereza Brant fala sobre sexualidade: 'Posso me apaixonar por homem'
A mineira decidiu escrever um desabafo em seu perfil no Facebook para esclarecer que não se rotula.
Tereza Brant faz desabafo na web
(Foto: Reprodução/Facebook)
(Foto: Reprodução/Facebook)
(Foto: Reprodução/Facebook)
Tereza Brant participou do programa "Superpop" na noite de quinta-feira, 17, e decidiu fazer um desabafo logo após a atração ir ao ar. Tereza quis esclarecer através de seu perfil no Facebook, que não gosta de classificar sua sexualidade: "Gostaria de esclarecer um breve tema que surgiu no programa, sobre o meu posicionamento em relação à opção que, desde o início fiz: de não me rotular em relação a ser Bissexual, trans ou Homossexual. Como todo mundo, tenho minha forma de pensar e para simplificar, não gosto de me rotular, pois levo em consideração os meus sentimentos antes de querer classificá-los de alguma forma. Seja homem ou mulher, as pessoas antes de procurar rótulos deveriam procurar a pureza da essência de cada um, a felicidade do próximo não depende se ele gosta de animais ou plantas, depende primeiramente do seu amor próprio e, logo depois do que ou quem essa pessoa escolheu para estar ao seu lado", descreve ela.
EGO NAS REDES SOCIAIS
(Foto: Reprodução/Facebook)
Tereza deixou no ar ainda a possbilidade de vir a se relacionar com o sexo masculino: "Eu posso, sim, me apaixonar por um homem tendo essa aparência, por que não poderia!? Se ele ou ela me fizer feliz qual o problema? Não descarto essa possibilidade. Até porque não sei quantas mais pessoas vão passar pela minha vida, e creio que ninguém tem esse dom. Eu gosto do que as pessoas são por dentro e se alguém por acaso me perguntar qual é a minha preferência no momento eu assim a responderia: Não prefiro mulheres, prefiro a 'minha' mulher. Prefiro aquela única pessoa que escolhi para dividir um pouco de mim, da minha vida, da minha história".
Tereza Brant com a namorada
(Foto: Instagram/Reprodução)

Sexualidade ainda gera polêmica
(Foto: Reprodução/Facebook)
Recentemente, Tereza Brant conversou com o EGO sobre a cirurgia a qual Thammy Miranda se submeteu para a retirada dos seios. Quando foi procurada pelo site para dizer o que achava da decisão de Tereza, que vem se preparando para o mesmo procedimento que a atriz, a filha de Gretchen a chamou de transexual.
(Foto: Reprodução/Facebook)
Na ocasião, Thammy disse: "Existe uma diferença entre ser lésbica e ser trans. Eu por enquanto não tenho rótulos. Ela é trans e eu sou Thammy."
(Foto: Reprodução/Facebook)
No entanto, sem querer levantar bandeiras e se considerando uma pessoa sem rótulos, Tereza reagiu surpresa ao saber que a filha da cantora Gretchen havia retirado os seios. "Achei muito bacana a decisão dela, se é o que a faz feliz. Mas quando ela soube que eu ia fazer a mesma operação, ela disse que não pensava nisso e ainda me chamou de transexual. Não tenho nada contra os transexuais. Sou uma pessoa sem rótulos. Acho que Thammy mordeu a língua ao falar de mim", disse Tereza.
(Foto: Reprodução/Facebook)
Para realizar a tão esperada cirurgia de retirada dos seios, Tereza vem há dois meses frequentando o consultório de uma psicóloga. Só com um laudo dela é que a mineira poderá enfim se operar. "Essa é a lei do Brasil. Sem o laudo, você só opera na clandestinidade. Eu quero fazer tudo certinho. Só quando a psicóloga tiver a certeza que estarei apta para operar é que realizarei a cirurgia", contou Tereza, que vem juntando o dinheiro necessário para pagar o procedimento. "Deve ser em torno de R$ 7 mil. O Sistema Único de Saúde até faz gratuitamente, mas demora demais. Eu quero para ontem!".
(Foto: Reprodução/Facebook)

(Foto: Reprodução/Facebook)
Fontes:
http://ego.globo.com/

Entrevistas GRAVADAS COM  TEREZA BRANT: