IMPOSTÔMETRO:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER --

ANÚNCIO:

ANÚNCIO:

domingo, 8 de novembro de 2015

Mineradora SAMARCO em Mariana deixa para trás rastros de destruição, degradação, e morte.

Rompimento de barragem deixa mortos, feridos e desaparecidos em Minas Gerais

A Barragem de Fundão, da mineradora Samarco, se rompeu na tarde desta quinta-feira (5/11/2015), no distrito de Bento Rodrigues, entre Mariana e Ouro Preto, na região Central do Estado. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu por volta das 16 horas. O Hospital Monsenhor Horta informou que uma pessoa morreu e há mais quatro feridos na unidade.
Viaturas da corporação foram enviadas para o local. Valério Vieira dos Santos, presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Extração de Ferro e Metais Básicos de Mariana (Metabase), recebeu a informação de que há pelo menos 10 mortos e 30 pessoas desaparecidas. “A mina de Fábrica Nova, da Vale, foi atingida. Tem muitas casas destruídas e tomadas pela lama em Bento Rodrigues”, afirmou. O número de desaparecidos não foi confirmado pelos bombeiros.
A Barragem do Fundão estava passando por uma obra de alteamento, que é quando a barragem chega a um nível de saturação e não consegue mais receber os rejeitos. As obras começaram no mês de julho deste ano e previam a elevação do nível da barragem.
Já foi confirmada a primeira morte em consequência do rompimento da barragem. A vítima estava entre os cinco feridos que deram entrada no Hospital Monsenhor Horta, em Mariana, até as 19h30 desta quinta-feira (5).
Barragem de Fundão, da mineradora Samarco, se rompeu nesta tarde – Foto: CBMG / Divulgação

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Mariana informou que o acesso ao local do rompimento da barragem está sendo feito apenas por helicópteros. O prefeito da cidade e o secretário de Meio Ambiente estão na sede da Samarco acompanhando a situação.
Pelo menos dez caixas com medicamentos foram enviados para Bento Rodrigues, de acordo com a gerente da Policlínica de Mariana, Kim Lauenstein. Além disso, pelo menos 50 carros já foram enviados para a área onde a barragem se rompeu.
Assista a um vídeo que mostra a situação no local, recebido e publicado no Youtube pelo site Sou Notícia:


Investigação
De acordo com o coordenador de promotorias de meio ambiente, Carlos Eduardo Ferreira Pinto, a situação é gravíssima. “Nossa equipe de combate a crimes ambientais está no local. Amanhã vou fazer sobrevoo, mas já instauramos inquérito. Primeiro passo é minimizar danos, contenção das famílias, quanto contenção de agravamento do dano. Em segundo, identificação das causas, nenhuma barragem rompe por acaso”, afirmou.
Conforme o promotor, quando há rompimento de barragem não é por acaso. “Vamos requisitar, investigar formalmente e apurar o responsável. A sociedade tem que ter a resposta do que houve”, afirmou.
Há suspeita de que os rejeitos da barragem tenham atingido o córrego Fundão, que passa na bacia do Rio Doce, segundo o Núcleo de Emergência Ambiental da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Semad).
Moradores foram orientados a deixar comunidade
A Prefeitura de Mariana informou que, em contato com a assessoria da Samarco, está pedindo aos moradores de Bento Rodrigues que deixem a comunidade e sigam, imediatamente, para o distrito de Camargos “que é mais alto e seguro”.
Segundo Dário José Pereira Junior, morador de Camargos os habitantes da comunidade vizinha ainda não chegaram. Ele conta que três casas no distrito foram atingidas pelo rompimento da barragem. Os moradores conseguiram se salvar, mas perderam carro e outros objetos pessoais. “É um desastre que só você vendo saber como é”, afirmou o morador. Segundo ele, a população está nas ruas, com medo de que o rejeito suba ainda mais. Não há eletricidade. “É pura lama”, contou.
Ainda de acordo com o comunicado, equipes do Corpo de Bombeiros, agentes da Guarda Municipal e da Defesa Civil estão no local. “A Samarco e a Prefeitura de Mariana estão com as equipes no local para auxiliar a comunidade no que for necessário. Segundo informações da assessoria da empresa, no momento não há confirmação de vítimas, e sim danos materiais”, diz a nota.
Nota da Samarco
A Samarco informa que houve um rompimento de sua barragem de rejeitos, denominada Fundão, localizada na unidade de Germano, nos municípios de Ouro Preto e Mariana (MG). Não é possível, neste momento, confirmar as causas e extensão do ocorrido, bem como a existência de vítimas. Por questão de segurança, a Samarco reitera a importância de que não haja deslocamentos de pessoas para o local do ocorrido, exceto as equipes envolvidas no atendimento de emergência.
Doações
Inicialmente, o ponto de apoio dos desabrigados é o ginásio da Arena Mariana. O local está recebendo doações de colchões, fraldas, água mineral e produtos de higiene. Os desabrigados também devem ser alojados no local, provisoriamente. Hotéis e pousadas locais também se organizam para oferecer abrigo a quem teve a casa invadida por lama tóxica.
Na onda da solidariedade, o senhor Emídio Vieira, encarregado de uma empresa de alojamentos de Itabirito, já fez três viagens levando colchões para os desabrigados em Mariana. Ele faz um apelo para que quem puder ajudá-lo a transportar camas e mais colchões. “Só tenho uma pick-up e não consigo levar tudo. São mais de 100 colchões e camas que podem ajudar quem perdeu tudo”.
Mobilização também em Ouro Preto
A população da vizinha Ouro Preto também está se organizando para ajduar os desabrigados de Bento Rodrigues. Via Facebook, os estudantes das associações ARROP (Associação Repúblicas Reunidas de Ouro Preto), ARPaM (Associação das Repúblicas Particulares de Mariana) e REFOP (Repúblicas Federais de Ouro Preto) organizaram uma ação pedindo doações de toalhas, cobertores, colchões, produtos de higiene e alimentos não perecíveis. Os donativos podem ser entregues no seguintes endereços:
- República Doce Veneno – Endereço: Rua Argemiro Sanna, 21 – Bairro Barra. Telefone: 31 3551-3816
- República Snoopy – Endereço: Rua Conde de Bobadela ( Rua Direita), 159 – Bairro Centro. Telefone: 31 3552-2859
- República Palmares – Endereço: Campus Universitário, 4º ala, casa C – Bairro: Vila Operária. Telefone: 31 3551-3372
Os pontos de recolhimento dos donativos em Mariana:
- ICSA (Instituto de Ciências Sociais Aplicadas) – Endereço: Rua Catete, 166 – Bairro Centro
- ICHS (Intituto de Ciências Humanas e Sociais)- Endereço: Rua do Seminário, s/n – Bairro Centro
Fotos da tragédia
Barragem de Fundão, da mineradora Samarco, se rompeu nesta tarde – Foto: TV Globo / Reprodução

Barragem de Fundão, da mineradora Samarco, se rompeu nesta tarde – Foto: TV Globo / Reprodução

Barragem de Fundão, da mineradora Samarco, se rompeu nesta tarde – Foto: TV Globo / Reprodução

Barragem de Fundão, da mineradora Samarco, se rompeu nesta tarde – Foto: Licon Zarbietti / O Tempo

Barragem de Fundão, da mineradora Samarco, se rompeu nesta tarde – Foto: Licon Zarbietti / O Tempo

Barragem de Fundão, da mineradora Samarco, se rompeu nesta tarde – Foto: Licon Zarbietti / O Tempo

Governo estadual
Quatro helicópteros do governo de Minas Gerais partiram para Bento Rodrigues com grupamentos do Batalhão de Emergências Ambientais e Respostas a Desastres (Bemad). O chefe do Gabinete Militar, coronel Helbert Figueiró, acompanha as equipes.
Em nota oficial, o governador, Fernando Pimentel, disse que recebeu com consternação a notícia do desastre. “A Defesa Civil e outros órgãos competentes estão envidando todos os esforços para prestar os primeiros socorros e todo atendimento necessário à população do distrito, ainda de difícil acesso em razão dos estragos causados pela inundação”, diz o texto.
Governo Federal oferece ajuda
O governo federal colocou o Exército Brasileiro à disposição do estado de Minas Gerais para ajudar no socorro às vítimas da inundação provocada pelo rompimento da barragem de uma mineradora no distrito de Bento Rodrigues.
Após o rompimento da barragem da Samarco, instalada na região, todo o local foi inundado com lama, rejeitos sólidos e água usados no processo de mineração. A mineradora, que não sabe ainda informar as causas do ocorrido, pediu que os moradores de Bento Rodrigues evacuem o local e sigam imediatamente para o distrito de Camargos, que é mais alto e seguro. De acordo com a prefeitura, a situação no local é muito grave e há risco de desmoronamentos. Várias casas foram alagadas.
De acordo com a Casa Civil da Presidência da República, forças federais estão em regime de prontidão em Belo Horizonte e em São João del Rey. A presidenta Dilma Rousseff foi informada do acidente pelo ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, no final da tarde, antes de embarcar para Brasília após cumprir agenda em Alagoas.
Outros órgãos do governo federal que foram colocados à disposição de Minas Gerais para prestar apoio foram o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres, vinculado ao Ministério da Integração Nacional, e a Força Nacional do Sistema Único de Saúde.
Ministro da Integração Nacional vai acompanhar ações de socorro
O Ministério da Integração Nacional divulgou nota em que informa que o ministro Gilberto Occhi e técnicos da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil viajam nesta sexta-feira (6) para Minas Gerais para acompanhar as ações de socorro e assistência às vitimas do rompimento da barragem de rejeitos no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG).
A nota do ministério também informa que as unidades do Exército Brasileiro próximas ao local do acidente, localizadas nos municípios de São João Del Rei e Belo Horizonte, estão de sobreaviso para auxiliar na busca de sobreviventes. “A Defesa Civil Nacional está em contato permanente com o governo do estado e, havendo necessidade, os recursos federais serão utilizados”.
Fotos da tragédia
Barragem de Fundão, da mineradora Samarco, se rompeu nesta tarde – Foto: Record Minas

Barragem de Fundão, da mineradora Samarco, se rompeu nesta tarde – Foto: Record Minas

Barragem de Fundão, da mineradora Samarco, se rompeu nesta tarde – Foto: Record Minas

Barragem de Fundão, da mineradora Samarco, se rompeu nesta tarde – Foto: Record Minas

Barragem de Fundão, da mineradora Samarco, se rompeu nesta tarde – Foto: Record Minas

Funcionários registram fuga
Ao notarem o rompimento da barragem, funcionários da mineradora Samarco usaram um carro para escapar da água que, posteriormente, alagou a área. Eles gravaram o vídeo no momento da fuga:


Vídeos


(Fonte: O Tempo / G1 Minas / Agência Brasil / Estado de Minas)