IMPOSTÔMETRO:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER --

ANÚNCIO:

ANÚNCIO:

domingo, 3 de julho de 2016

Os ácaros e as alergias

Em tempos de seca, é comum ouvirmos alguém dizer que tem “alergia à poeira”. Na verdade a poeira pode até causar uma irritação nas vias respiratórias por ser composta por um fino pó, que muitas vezes não consegue ser filtrado pelos nossos pelos nasais, mas o que realmente causa a alergia são diminutos organismos que ficam misturados a esse pó, chamados ácaros.
Os ácaros e as alergias
Os ácaros são indivíduos da classe Arachnida (conhecidos popularmente como aracnídeos), que compreende as aranhas, os escorpiões, os carrapatos e os ácaros. Eles são animais carnívoros e possuem digestão parcialmente extracelular. A excreção é feita, principalmente, pelos túbulos de Malpighi. Apresentam pelo menos dois órgãos sensoriais: os olhos e os pelos. Possuem sistema traqueal semelhante ao dos insetos e têm circulação aberta, em alguns ácaros existe a ausência de do coração causada pela falta de segmentação. Na reprodução desses aracnídeos, a fecundação é interna e o desenvolvimento é direto.
Os ácaros pertencem a ordem Acari e têm mais de 30 mil espécies descritas, que podem ser terrestres ou aquáticas. A morfologia dos ácaros pode variar muito já que esse grupo tem uma grande diversidade de espécies. Mas, normalmente, eles têm menos de 1mm e por isso não podem ser vistos a olho nu, possuem a estrutura corporal dividida em cabeça, tórax e abdômen unidos por um corpo segmentado e, pode possuir de 3 a 4 pares de patas.  A maioria dos ácaros são espécies ovíparos e vivem em torno de 100 dias.
Em nossa casa os ácaros estão presentes nos lençóis, travesseiros, toalhas, cortinas, bichos de pelúcia, tapetes, colchões, panos de prato e até em esponjas de lavar louças. Eles são causadores de muitas doenças respiratórias nos humanos, como alergias, rinite, asma, bronquite e até alguns tipos de dermatite (doença de pele). Esses animais se alimentam de restos de pele humana e de outros animais que viverem no mesmo ambiente. Se alguns cuidados não forem tomados, eles podem virar uma verdadeira praga em sua casa, em um bicho de pelúcia que seja manuseado frequentemente, podemos encontrar até 50 mil ácaros.
Ácaros na pele humana
Ácaros na pele humana

O tratamento contra os ácaros começa com a prevenção. Lavar colchões, roupas de cama, toalhas e panos de prato com frequência e usando água quente. Aspirar pelo menos uma vez por semana tapetes, cortinas, sofás, bichos de pelúcia. Depois que as alergias e rinites já estão instaladas, um anti-histamínico receitado por um médico, pode aliviar os sintomas.
Além dos ácaros que vivem em ambientes da nossa casa, existem algumas espécies que parasitam o corpo do ser humano. Uma delas é o Demodex folliculorum que se instala em folículos pilosos e glândulas sebáceas e causa a formação do que chamamos de cravos. Se esses cravos inflamarem, junto a esse folículo forma uma bolsa com pus, conhecida popularmente como espinha. Outro parasita do homem é o Sarcoptes scabiei causador de uma dermatite chamada sarna humana.
Parasitismo do ácaro em folículos pilosos do nariz, conhecido como cravo
Denisele Neuza Aline Flores Borges
Bióloga e Mestre em Botânica
http://escolaeducacao.com.br/os-acaros-e-as-alergias/