IMPOSTÔMETRO:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER --

ANÚNCIO:

ANÚNCIO:

quinta-feira, 2 de junho de 2016

PRONOME - I

PRONOME - I

Pronome

Palavra VARIÁVEL que substitui ou acompanha o substantivo

O livro está rasgado

Ele está rasgado

Este livro está rasgado

Quando acompanham o substantivo são chamados de PRONOMES ADJETIVOS e quando o substituem são chamados de PRONOMES SUBSTANTIVOS.

PESSOAS DO DISCURSO

Os pronomes indicam as pessoas do discurso, que são:
1ª- quem fala
2ª- com quem se fala
3ª- sobre quem se fala


Classificação dos pronomes:

Os pronomes dividem- se em:
- PESSOAL
- DEMONSTRATIVO
- POSSESSIVO
- INDEFINIDO
- INTERROGATIVO
- RELATIVO

PRONOMES PESSOAIS

Pronomes Pessoais- Substituem o substantivo.
Vejamos o quadro dos pronomes pessoais

Pessoas do discursoPronomes pessoais retosPronomes pessoais oblíquos
ÁtonosTônicos
Singular1ª pessoaeumemim, comigo
2ª pessoatuteti, contigo
3ª pessoaele/elase, o, a, lhesi, ele(a) (com preposição), consigo
Plural1ª pessoanósnosnós, conosco
2ª pessoavósvosvós, convosco
3ª pessoaeles/elasse, os, as, lhessi, eles(as) (com preposição), consigo

USO DOS PRONOMES PESSOAIS

Os pronomes pessoais do caso reto exercem a função de sujeito e os do caso oblíquo como complemento.
Observe:
Eu vi o garoto - Eu o vi (CERTO) Eu vi ele (ERRADO!)

Veja que ao substituir o substantivo garoto (complemento), não foi possível empregar o pronome ELE, tão comum na linguagem coloquial. Isso ocorre porque os pronomes pessoais retos não podem funcionar como objeto direto da oração, APENAS COMO SUJEITO. No caso dos pronomes ELE (A), ELES (AS), NÓS E VÓS eles podem funcionar como complemento, desde que regidos de proposição.

Eles entregaram o presente a Maria - Eles LHE entregaram o presente
(Eles entregaram o presente A ELA)


- USO DO EU E DO MIM:

Após preposição usa- se o pronome MIM; porém se vier um verbo depois, usa- se o pronome EU

Você está dando este livro para MIM?
Este livro é para eu LER?

Agora veja:
É bom para mim ler este livro - Ler este livro é bom para MIM.

Observe:

Isto ficará só entre EU e TU (errado) - Isto ficará só entre MIM e TI (certo)
Este livro é para MIM ler? (errado) - Este livr é para EU ler? (certo)
Chegou o momento DELE sair (errado) - Chegou o momento DE ELE sair (certo)
Está na hora DO político falar (errado) - Está na hora DE O político falar

DELE x DE ELE / DO x DE O

Quando depois dessas expressões vier um verbo no infinitivo, não se deve contrair as formas citadas acima, porque o DE se refere ao infinitivo e não ao sujeito.

- Pronomes obliquos átonos e tônicos:

Os átonos não vêm regidos de preposição, já os tônicos sim. Vejamos:
O aluno ME entregou o livro - O aluno entregou o livro A MIM

Nunca use a seguinte forma: O aluno MIM entregou o livro

- SI/ CONSIGO:
Observe: ELE dá a si muita importância/ Ela levou consigo os objetos de valor


CONOSCO/ COM NÓS - CONVOSCO- COM VÓS

Os alunos saíram CONOSCO/ Os alunos saíram COM NÓS professores
Eles falaram CONVOSCO/ Eles falaram COM VÓS alunos

Usamos o COM NÓS e COM VÓS se após estas expressões uma palavra ou oração que especifique o pronome, ou o reforce. No cas dos exemplos citados usamos as palavras - professores e alunos.

ELE(A)(S) X LHE (S)

O pronome LHE equivale a A ELE (tendo valor de objeto INDIRETO), mas devemos observar o segunte: quando o objeto indireto representar coisa usamos ELE (A). Vejamos:

Assistimos ao filme - Assistimos a ele (certo) - Assistimos-lhe (errado)

Atenção:
Os pronomes o, os, a, as assumem formas especiais depois de certas terminações verbais. Quando o verbo termina em -z, -s ou -r, o pronome assume a forma lo, los, la ou las, ao mesmo tempo que a terminação verbal é suprimida.

Por exemplo:
fiz + o = fi-lo
fazeis + o = fazei-lo
dizer + a = dizê-la
Quando o verbo termina em som nasal, o pronome assume as formas no, nos, na, nas.

Por exemplo:
viram + o: viram-no
repõe + os = repõe-nos
retém + a: retém-na
tem + as = tem-nas

Saiba também que:

Os pronomes me, te, lhe, nos, vos e lhes podem combinar-se com os pronomes o, os, a, as, dando origem a formas como mo, mos, ma, mas; to, tos, ta, tas; lho, llhos, lha, lhas; no-lo, no-los, no-la, no-las, vo-lo, vo-los, vo-la, vo-las. Observe o uso dessas formas nos exemplos que seguem:

- Trouxeste o pacote?  - Não contaram a novidade a vocês?
- Sim, entreguei-to ainda há pouco. - Não, não no-la contaram.

No português do Brasil, essas combinações não são usadas; até mesmo na língua literária atual, seu emprego é muito raro.
onomes de tratamentoAbreviatura
Singular
Abreviatura
Plural
Usados para:
VocêV.VV.Usado para um tratamento íntimo, familiar.
Senhor, SenhoraSr., Sr.ªSrs., Srª.sPessoas com as quais mantemos um certo distanciamento mais respeitoso
Vossa SenhoriaV. S.ªV. Sª.sPessoas com um grau de prestígio maior. Usualmente, os empregamos em textos escritos, como: correspondências, ofícios, requerimentos, etc.
Vossa ExcelênciaV. Ex.ªV. Ex.ªsUsados para pessoas com alta autoridade, como: Presidente da República, Senadores, Deputados, Embaixadores, etc.
Vossa EminênciaV. Em.ªV. Em.ªsUsados para Cardeais.
Vossa AltezaV. A.V V. A A.Príncipes e duques.
Vossa SantidadeV.S.-Para o Papa.
Vossa ReverendíssimaV. Rev.mªV. Rev.mªsSacerdotes e Religiosos em geral.
Vossa PaternidadeV. P.VV. PP.Superiores de Ordens Religiosas.
Vossa MagnificênciaV. Mag.ªV. Mag.ªsReitores de Universidades
Vossa MajestadeV. M.V V. M M.Reis e Rainhas.