IMPOSTÔMETRO:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER --

ANÚNCIO:

ANÚNCIO:

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Exercício Adjetivo

Exercício Adjetivo

Segundo a ONU, os subsídios dos RICOS prejudicam o Terceiro Mundo de várias formas:
1. mantêm baixos os preços internacionais, desvalorizando as exportações dos países POBRES; 2. excluem os POBRES de vender para os mercados RICOS; 3. expõem os produtores pobres à concorrência de produtos mais baratos em seus próprios países.
("Folha de S. Paulo", 02/11/97, E-12)
Neste texto, as palavras em maiúsculo RICO e POBRE pertencem a diferentes classes de palavras, conforme o grupo sintático em que estão inseridas.
1ª Obedecendo à ordem em que aparecem no texto, identifique a classe a que pertencem, em cada ocorrência em maiúsculo, as palavras RICO e POBRE
2ª Escreva duas frases com a palavra BRASILEIRO, empregando-a cada vez em uma dessas classes.
Hino Nacional
Carlos Drummond de Andrade
Precisamos descobrir o Brasil!
Escondido atrás das florestas,
com a água dos rios no meio,
o Brasil está dormindo, coitado.
05 Precisamos colonizar o Brasil.
Precisamos educar o Brasil.
Compraremos professôres e livros,
assimilaremos finas culturas,
abriremos 'dancings' e
[subconvencionaremos as elites.
10 O que faremos importando francesas
muito louras, de pele macia
alemãs gordas, russas nostálgicas para
'garçonettes' dos restaurantes noturnos.
E virão sírias fidelíssimas.
15 Não convém desprezar as japonêsas...
Cada brasileiro terá sua casa
com fogão e aquecedor elétricos, piscina,
salão para conferências científicas.
E cuidaremos do Estado Técnico.
20 Precisamos louvar o Brasil.
Não é só um país sem igual.
Nossas revoluções são bem maiores
do que quaisquer outras; nossos erros
[também.
E nossas virtudes? A terra das sublimes
[paixões...
25 os Amazonas inenarráveis... os incríveis
[João-Pessoas...
Precisamos adorar o Brasil!
Se bem que seja difícil caber tanto oceano
[e tanta solidão
no pobre coração já cheio de
[compromissos...
se bem que seja difícil compreender o que
[querem êsses homens,
30 por que motivo êles se ajuntaram e qual a
[razão de seus sofrimentos.
Precisamos, precisamos esquecer o Brasil!
Tão majestoso, tão sem limites, tão
[despropositado,
êle quer repousar de nossos terríveis
[carinhos.
O Brasil não nos quer! Está farto de nós!
35 Nosso Brasil é o outro mundo. Êste não é o
[Brasil.
Nenhum Brasil existe. E acaso existirão os
[brasileiros?
3ª. a) 'fidelíssima'(v.14) é superlativo sintético, seu equivalente analítico é 'muito fiéis'.
b) 'elétricos'(v.17) está se referindo aos dois substantivos antecedentes, teria o mesmo efeito se usado no singular.
c) 'inenarráveis'(v.25) significa, originalmente, 'o que não pode ser narrado', pode ser substituído aqui por 'fantástico'.
d) 'difícil', (v.27) a idéia de superlativo pode ser dada pelo sufixo '-imo', na linguagem erudita, ou pela repetição ('difícil, difícil'), na linguagem coloquial.
e) 'sem igual'(v.21) não tem o mesmo valor semântico de 'ímpar'.
TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES.
(Uff) PERO VAZ DE CAMINHA
a descoberta
Seguimos nosso caminho por este mar de longo
Até a oitava da Páscoa
Topamos aves
E houvemos vista de terra
os selvagens
Mostraram-lhes uma galinha
Quase haviam medo dela
E não queriam pôr a mão
E depois a tomaram como espantados
primeiro chá
Depois de dançarem
Diogo Dias
Fez o salto real
as meninas da gare
Eram três ou quatro moças bem moças e bem gentis
Com cabelos mui pretos pelas espáduas
E suas vergonhas tão altas e tão saradinhas
Que de nós as muito olharmos
Não tínhamos nenhuma vergonha
(ANDRADE, Oswald. "Poesias reunidas". Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978, p.80.)
4 ª. Sobre as palavras destacadas nos versos a seguir, assinale a afirmativa correta:
E suas VERGONHAS tão altas e tão saradinhas (v.18)
Que de nós as muito olharmos (v.19)
Não tínhamos nenhuma VERGONHA (v.20)
a) Seus sentidos são diferentes, mas têm a mesma classe gramatical.
b) Seus sentidos são distintos e suas classes gramaticais são diferentes.
c) Ambas têm o mesmo sentido, mas as classes gramaticais são diferentes.
d) Ambas têm o mesmo sentido e a mesma classe gramatical.
e) Tanto seus sentidos quanto suas classes gramaticais são correspondentes
5 ª. A conversão de substantivos em adjetivos, isto é, tomar uma palavra designadora (substantivo) e usá-la como caracterizada (adjetivo), constitui um procedimento comum em língua portuguesa.
Assinale a opção em que a palavra em destaque exemplifica este procedimento de conversão de substantivo em adjetivo.
a) E depois a tomaram como ESPANTADOS. (v.10)
b) Fez o salto REAL (v.14)
c) Eram três ou quatro moças bem MOÇAS e bem gentis (v.16)
d) Com cabelos mui PRETOS pelas espáduas (v.17)
e) E suas vergonhas tão ALTAS e tão saradinhas. (v.18)
6 ª. A opção em que o adjetivo determina o substantivo, mas, na verdade, qualifica o referente a que o substantivo está associado é:
a) "Achava com facilidade milhares de idéias brilhantes" (2Ž par.)
b) "... e com voz trêmula..." (5Ž par.)
c) "E riu-se com uma risada pálida e tola" (7Ž par.)
d) "Luizinha fez-se cor de uma cereja" (18Ž par.)
e) "Leonardo viu-a rir-se, um pouco estupefato" (19Ž par.)
7 ª. Em qual das opções há uma análise ERRADA quanto à variação nominal de gênero ou de número?
a) homem - mulher
Substantivos que indicam oposição semântica de sexo através de vocábulos distintos.
b) jornalista - amante
Substantivos com uma só forma para os dois gêneros.
c) o rapaz ALEMÃO - a moça ALEMÃ
Adjetivos cujo plural apresenta grafia e pronúncia iguais.
d) muito frio - friíssimo
Formas do superlativo absoluto: o analítico e o sintético.
e) vice-diretor - beija-flor
Compostos cuja flexão de plural só ocorre no segundo elemento.
8 ª. Observe o fragmento:
"(...) quando perde o controle e libera seus instintos animais primitivos." (Texto I)
Identifique o período em que as palavras destacadas têm, respectivamente, a mesma classe de "controle" e "animais" do fragmento proposto.
a) É preciso que você CONTROLE os ANIMAIS.
b) Ele conseguiu manter o CONTROLE de suas inclinações ANIMAIS.
c) O CONTROLE dos ANIMAIS não deve ser descuidado.
d) Há necessidade de que ele CONTROLE os impulsos ANIMAIS.
e) Não há CONTROLE dos ANIMAIS primitivos.
9 ª. Analise os segmentos a seguir, observando as palavras identificadas através de números.
- "[...] eliminando ...VAMPIROS (1)... maus"
- "[...] o herói ...VAMPIRO (2)... conta com a ...AJUDA (3)... de três pessoas"
- "[...] o sistema penitenciário ...AJUDA (4)... a organização dos presos"
- "[...] usem as mesmas armas e recursos imorais dos ...CRIMINOSOS (5)..."
- "[...] Os ...CRIMINOSOS (6)... estão cada vez mais sofisticados"
É correto afirmar que
a) 1 e 2 pertencem à mesma classe.
b) 3 e 4 são verbos.
c) 5 e 6 pertencem à mesma classe.
d) 1 qualifica um substantivo.
e) 6 é um adjetivo.
10ª. Observe:
I. "Essa atitude de certo modo religiosa de 'um' homem engajado no trabalho..."
II. "Pedro comprou 'um' jornal"
III. "Maria mora no apartamento 'um'."
IV. "Quantos namorados você tem?" 'Um'.
A palavra "um" nas frases acima é, no plano morfológico, respectivamente:
a) artigo indefinido em I e numeral em II, III e IV.
b) artigo indefinido em I e II e numeral em III e IV.
c) artigo indefinido em I e III e numeral em II e IV.
d) artigo indefinido em I, II, III e IV.
e) artigo indefinido em III e IV e numeral em I e II.
TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO
(Faap) SONETO DE SEPARAÇÃO
De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma
E das bocas unidas fez-se a espuma
E das mãos espalmadas fez-se o espanto.
De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez-se o drama.
De repente, não mais que de repente
Fez-se de triste o que se fez amante
E de sozinho o que se fez contente
Fez-se do amigo próximo o distante
Fez-se da vida uma aventura errante
De repente, não mais que de repente.
(Vinícius de Morais)
11. Na segunda estrofe há dois adjetivos:
a) calma e vento
b) olhos e chama
c) última e imóvel
d) paixão e pressentimento
e) momento e drama
12. (Pucmg) Assinale a alternativa em que a mudança de posição do termo destacado não implique a possibilidade de mudança de sentido do enunciado.
a) Belo Horizonte já foi uma LINDA cidade.
Belo Horizonte já foi uma cidade LINDA.
b) Filho MEU não irá para o exército.
MEU filho não irá para o exército.
c) Meu carro NOVO é maior.
Meu NOVO carro é maior.
d) Por ALGUM dinheiro ele seria capaz de vender a casa.
Por dinheiro ALGUM ele seria capaz de vender a casa.
e) Com uma SIMPLES dose do medicamento ficou curada.
Com uma dose SIMPLES do medicamento ficou curada.

http://portuguescomchocolate.blogspot.com.br/2011/09/exercicio-adjetivo.html