IMPOSTÔMETRO:

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM

Visite o blog: NOTÍCIAS PONTO COM
SOMENTE CLICAR NO BANNER --

ANÚNCIO:

ANÚNCIO:

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Emprego de artigo junto a TOPÔNIMOS

Emprego de artigo junto a TOPÔNIMOS

               


É frequente haver dúvida a respeito do emprego do artigo definido (o (s), a (s)) junto de topônimos. Não existe regra que discipline esse uso, cujo critério não se conhece.

Os nomes de cidades são, na maioria, femininos e utilizados sem artigo: Barretos, Brasília, Campinas, Lençóis, Santa Cruz do Sul, etc. Assim, “Carlos nasceu em Barretos”, “Marina veio ao mundo em Campinas”, “Moro em Brasília”, “Visitamos Lençóis”, “Marlene reside em Santa Cruz do Sul”. Quando adjetivados, usa-se o artigo: “Estive na bela Pirenópolis”, “Joaquim mora na atraente Maceió” e “Wagner mudou-se para a dinâmica São José dos Campos”. É por isso que, em estruturas como estas, haverá crase se o verbo requerer a preposição “a”: “Dirigiu-se à progressista Ribeirão Preto” (dirigiu-se a + a progressista).


Entretanto, os próprios moradores costumam fazer os nomes de algumas comunidades serem masculinos e acompanhados de artigo, como “o Recife”, “o Amparo”, “o Rio de Janeiro” (cidade do Rio), o Porto (Portugal), etc. Esse uso é localizado e em alguns casos, como Recife e Amparo, é indiferente a utilização ou não do artigo. Podemos então dizer “estou em Recife” ou “estou no Recife”. No caso da capital fluminense, já se arraigou e disseminou de tal forma o emprego do artigo que todo o mundo diz “Moro no Rio” e “Vou passar o Carnaval no Rio”.

Com relação aos nomes de estados brasileiros, também prevalece o uso. A maior parte deles acompanha-se de artigo; outros, não. Vejamos:

Com artigo
Acre
Amazonas
Pará
Amapá
Maranhão
Piauí
Ceará
Rio Grande do Norte
Paraíba
Bahia
Espírito Santo
Rio de Janeiro
Paraná
Rio Grande do Sul
Distrito Federal
Tocantins          
   
Sem artigo
Roraima
Pernambuco
Alagoas
Sergipe
Minas Gerais
São Paulo
Santa Catarina
Goiás
Rondônia
Mato Grosso
Mato Grosso do Sul

Às vezes, deparamos com “as Alagoas”, referência nostálgica à forma antiga do nome do estado de Alagoas, com uso do artigo definido. Situação parecida é a de Minas Gerais.

Quanto a Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, não é raro encontrarmos textos em que esses nomes estão empregados com o artigo, embora na maioria das vezes o uso seja sem ele.
Os nomes de países seguem a mesma linha: o Brasil, os Estados Unidos, a França, a Itália, a Espanha, mas Portugal, Moçambique, Uganda, Israel, Bangladesh.

Os nomes dos continentes são modernamente utilizados com artigo: a África, a América, a Ásia, a Europa, a Oceania, a Antártica. 
(“Antártida” denota influência hispânica e não se sustenta diante de análise etimológica.)